(19) 3016-1270 | (19) 3894-2490 | 0800-8871155 (horário comercial)

ABF divulga desempenho do franchising no Brasil no 1º trimestre

Principal » Notícias sobre Franquias » ABF divulga desempenho do franchising no Brasil no 1º trimestre

Setor de franchising no Brasil tem crescimento no faturamento e saldo positivo no número de unidades de franquias inauguradas

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) divulgou no mês de maio os dados do franchising no Brasil, da Pesquisa de Desempenho do Franchising 2017, referente ao 1º trimestre de 2017. Este ano, o levantamento sobre o setor foi organizado de forma trimestral, a fim de permitir antecipação de parte das informações. Para realizar a pesquisa, as empresas que atuam em franchising foram convidadas a participar, sendo associadas ou não associadas à ABF. O questionário on-line foi respondido entre os dias 4 e 28 de abril. As informações e dados obtidos com a pesquisa foram consolidados, e resultado foi propagados através de modelos estatísticos. O objetivo disso é minimizar eventuais desbalanceamentos da amostragem.

Com relação ao número de lojas de franquias, o saldo entre as unidade abertas e as fechadas no período é positivo. O crescimento foi de 2,3%, já o percentual de lojas fechadas foi de 1%. Quanto aos empregos diretos relacionados ao franchising, houve queda de 0,22%. O número acompanha o desemprego em todo o país por conta da instabilidade econômica, política e social. Segundo o IBGE, o desemprego no Brasil no 1º trimestre de 2017 aumentou para 13,7%.

Faturamento do franchising no Brasil

Sobre o faturamento do Setor de Franchising, a pesquisa constatou que houve aumento de 9,4% no período, se comparado com ao 1º trimestre do ano passado. Foram R$ 36.890 bilhões, em 2017, contra R$ 33.710 bilhões, em 2016. O segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos, no qual a Guia-se Negócios pela Internet está inserido, foi responsável por R$ 1.208 bilhões do faturamento do franchising. Com relação ao acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento no faturamento foi de 8,8%. De abril de 2016 a março de 2017, foram R$ 154.426 bilhões.

A pesquisa ainda apontou que 5,3% das unidades de franquias estão no home office. Este é um modelo de negócio bastante comum entre as agências digitais da Guia-se. Sobre as franquias que permitem que os membros tenham mais de uma unidade, como a Guia-se, a pesquisa constatou que 23% dos franqueados resolveram ampliar os negócios negócio dessa forma.

Primeiro trimestre da Guia-se

Para o CEO da Guia-se, José Rubens Oliva Rodrigues, o modelo trimestral da pesquisa é ótimo. Isso porque ele adianta dados importantes crescimento para o franchising no Brasil. “Ficamos animados com os números do segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos. Também é muito bom saber que mais empreendedores estão investindo nos modelos home based, como a Guia-se”, afirma. A microfranquia abriu, desde o começo do ano, 15 novas unidades pelo Brasil, sendo 10 no primeiro trimestre. A rede pretende chegar as 170 unidade em breve, ampliando as unidades nas regiões Sul e Sudeste, principalmente.

“É muito bom ver que o setor de Franchising está forte diante desse período de instabilidades. O empreendedorismo se tornou a solução para muitas pessoas, especialmente aquelas que ficaram desempregadas depois de anos atuando em uma mesma empresa. O modelo de franquias é uma excelente opção para quem não tem experiência com negócios e precisa de um suporte para começar”, completa.

 

ABF divulga desempenho do franchising no Brasil no 1º trimestre
4 (80%) 1 voto
2018-04-23T11:53:10+00:00 Franchising|

Leave A Comment