(19) 3016-1270 | (19) 3894-2490 | 0800-8871155 (horário comercial)

Rafael Kayzel fala sobre como atuar em alta performance em Convenção da Guia-se

Principal » Notícias sobre Franquias » Rafael Kayzel fala sobre como atuar em alta performance em Convenção da Guia-se

Franquia home office recebeu a palestra no 2º dia da Convenção Anual de Franqueados Guia-se 2017

A franquia home office Guia-se abriu o 2º dia de Convenção Anual de Franqueados com a palestra “Como atuar em alta performance”. O conteúdo foi ministrado pelo instrutor de treinamento e coach Rafael Kayzel. Ele debateu o assunto com parceiros e franqueados da microfranquia, no dia 5 de outubro (quinta-feira). A Convenção da franquia online, que chegou a sua 7ª edição, aconteceu de 4 a 6 de outubro. O local que recebeu novamente o evento foi Indaiatuba/SP, município sede da Guia-se.

Kayzel iniciou a palestra falando aos membros da franquia home office sobre a evolução do mundo dos negócios e seu comportamento diante de um cenário tão competitivo. Um mercado que exige cada vez mais a atuação em alta performance, o que significa produzir mais, de forma contínua e constante, e oferecer produtos e serviços com qualidade e preço acessível. Diante deste cenário de economia desfavorável, atuar em alta performance já deixou de ser uma necessidade, tornou-se uma obrigação para quem deseja se manter em evidência no mercado.

Franquia home office: agir em alta performance é necessário!

Para atender as demandas e agir em alta performance, as empresas apostam em estratégias em busca de um diferencial competitivo. Há quem utilize preços atrativos e diferenciados de seu concorrentes. Mas Kayzel  acredita que, dificilmente essa estratégia trará resultados positivos a longo prazo. Isso porque, bastaria que o concorrente também passasse a oferecer produtos e serviços por um preço mais baixo para o diferencial cair por terra.

Inovar ao investir em tecnologia, também pode ser considerado um diferencial competitivo. Entretanto, segundo o palestrante é necessário, em média, apenas seis meses para outro concorrente conseguir se igualar seu patamar de inovação.

Há ainda empresas que apostam em profissionais que tenha um perfil mais competitivo, como diferencial. Mas talvez, em outra empresa ou setor, este mesmo profissional talvez não seja visto como um diferencial. Então como fazer com que pessoas e, por consequência, empresas tenham performances melhores e resultados mais rentáveis?

Kayzel explicou, na Convenção da franque home office, que atuar em alta performance está resumido a três ações: atitude, conhecimento naquilo que se faz e habilidade a partir do que se aprendeu. Mas, apesar de as pessoas possuírem infinitas habilidades, o grande diferencial de acordo com o especialista é a atitude. Ao lado da habilidade, essa decisão de agir corresponde a 85% do atuar em alta performance. Apenas 15% corresponde ao conhecimento. “A atitude é uma porta que só abre por dentro. Depende da pessoa querer abrir para gerar resultado”, analisa Kayzel. “Quem vai e se arrisca, mesmo que não tendo êxito, normalmente não se arrepende de ter tentado.”

O especialista reforçou esta tese mostrando dados da pesquisa Jonh Withmore aos franqueados da Guia-se. O estudo revela que as pessoas utilizam apenas 40% de seu potencial no local de trabalho. Quando há ação e interação, a zona de conforto passa a se expandir. Mas quando o profissional age efetivamente, seu negócio fluir e alcança resultados satisfatórios.

Tenha a fórmula para alcançar resultados extraordinários

Ainda em sua apresentação no evento da franquia home office, Kayzel falou sobre as ações que possam levar a ter alta performance. Segundo ele, é preciso ter a combinação que envolva potência + foco + disciplina + engajamento. Potência para colocar prazos em seus trabalhos, com estratégias que ajudam a usar mais em potencial. Foco para alcançar resultados com mais rapidez, sem desperdiçar tempo. Disciplina para não haver oscilações. “É como dieta: tem de ser contínua e constante. Não adianta fazer um dia sim, noutro não”, comparou Kayzel. E por fim engajamento, que vai muito além do apenas fazer o que é proposto. É se dedicar por algo que realmente lhe agregue valor. “Vestir a camisa qualquer um veste. Torcedor veste, mas não entra em campo. Engajamento é a sua camisa”, exemplificou.

Utilizar os três setores essenciais da alta performance (VIR) também foi uma estratégia indicada durante a palestra na Convenção da franquia virtual. São eles: volume – pois seu aumento resulta em crescimento; intensidade – para ter engajamento e usar o potencial para fazer acontecer; e ritmo – para agir de forma cadenciada e com agilidade.

Rafael Kayzel fala sobre como atuar em alta performance em Convenção da Guia-se
5 (100%) 1 voto

Leave A Comment