(19) 3016-1270 | (19) 3894-2490 | 0800-8871155 (horário comercial)

Franquia home office comemora números positivos no e-commerce

Principal » Notícias sobre Franquias » Franquia home office comemora números positivos no e-commerce

Pesquisa revela que no primeiro semestre deste ano foram vendidos R$ 21 bilhões pela internet

A franquia home office Guia-se Negócios pela Internet comemorou os resultados positivos do e-commerce brasileiro. Os dados fazem parte do primeiro semestre deste ano e foram divulgados pela 36ª Pesquisa Webshoppers. As informações são fundamentais para os membros da microfranquia. Além de proporcionar um feedback sobre o mercado online, os dados indicam ainda quais padrões e tendências serão seguidas nos próximos meses. A pesquisa revelou que, em 2007, houve crescimento de 10,3% no número de pessoas que compraram pela internet. Neste primeiro semestre, 25,5 milhões consumidores online realizaram pelo menos uma compra virtual. No mesmo período, em 2016, o número de compradores era de 23,1 milhões.

Outro índice bastante significativo para os membros da franquia home office foi o faturamento com vendas online. Só no primeiro semestre deste ano foram arrecadados R$ 21 bilhões. A expectativa é que chegue a R$ 48,8 bilhões em dezembro. Também no primeiro semestre, mas em 2016, as vendas virtuais chegaram a R$ 19,6 bilhões. O número de pedidos online também bateu recordes. Só neste primeiro semestre foram 50,3 milhões, 1,8 milhão a mais que no mesmo período em 2016. Até o final deste ano, o número de pedidos deve alcançar 113,2 bilhões.

Mulheres são as que mais compram na internet

Saber para quem está vendendo é um dado fundamental para os membros da franquia home office e para quem atua com negócios na internet. A pesquisa informou que as mulheres ainda levam a vantagem. O público feminino fez 50,04% do total de pedidos, enquanto que os homens 49,96%. A média de idade de quem mais realizou compras na internet ficou na faixa-etária de 35 a 49 anos (38%).

A região Sudeste foi a que registrou maior crescimento no e-commerce, com 62,8% dos consumidores online. Na segunda posição ficou o Sul do País, com 14,7%, seguido pela região Nordeste, com 12,6% das compras. A região Norte, com apenas 2,5%, é a que possui menos compradores pela internet.  As vendas via dispositivos móveis (tablets e celulares) cresceram 35,9% e representam 24,6% do total de transações realizadas neste primeiro semestre. Computadores e notebooks ainda foram os meios mais utilizados para fazer negócio na internet, com 75,4% das compras.

Franquia home office: quais os produtos mais adquiridos

O setor de telefonia e celulares foi o que mais faturou neste primeiro semestre de 2017. Esses aparelhos corresponderam a 22,3% do total de vendas no período. Na segunda posição ficou eletrodomésticos, com 18,8% do movimento no primeiro semestre. Na sequência, aparecem eletrônicos com 9,6% e logo em seguida, com 9,2%, artigos de informática. Casa e decoração correspondem a 8,3% do faturamento, seguido por moda e acessórios com 6,4%. Produtos de saúde/cosméticos e perfumaria possuem 4,8% da preferência de quem compra pela internet. Os artigos menos adquiridos são esporte e lazer (3,8%), alimentos e bebidas (2,4%) e acessórios automotivos (2,3%).

O tíquete médio das vendas online foi R$ 480. O crescimento não foi maior por conta da forte queda dos preços no e-commerce, de 5,38% nos últimos 12 meses. Por outro lado, as compras com pagamento à vista cresceram 48,2%. Ainda entre os consumidores, 19,4% optaram por parcelar o produto em até 3 vezes e 32,4% preferiram dividir entre 4 e 12 parcelas. Com 33,4%, o grupo com renda até R$ 3.000 segue representando a maioria dos consumidores que compraram de forma virtual.

Para o CEO da franquia home office Guia-se, José Rubens Oliva Rodrigues, a pesquisa só ajuda a reforçar que a internet é bom investimento e algo rentável. “As vendas no e-commerce vêm sendo um assunto muito debatido, principalmente por ser um setor promissor”, analisa. “A previsão de crescimento, ainda este ano e no segundo semestre, deve chegar aos 15%. Para quem deseja investir e não sabe em quê, está aí uma grande oportunidade em um setor que tem muito a ser explorado.”

Franquia home office comemora números positivos no e-commerce
5 (100%) 1 voto

Leave A Comment