Martha Gabriel palestra sobre Growth Hacking para franquias de sucesso

Principal » Notícias sobre Franquias » Martha Gabriel palestra sobre Growth Hacking para franquias de sucesso

Consultora levou às franquia de sucesso mais detalhes sobre uma das estratégias de marketing mais modernas  dos últimos tempos

Franquias de sucesso recebem Martha Gabriel – A especialista em marketing digital Martha Gabriel, referência internacional no segmento, esteve na Convenção Anual de Franqueados de 2016 da Guia-se Negócios pela Internet, realizada na primeira semana de outubro. O evento aconteceu em Indaiatuba e reuniu os membros das franquias de sucesso, parceiros da microfranquia e grandes nomes do marketing digital e franchising no Brasil. Martha levou aos participantes informações valiosas sobre uma estratégia inovadora de marketing, conhecida como Growth Hacking.

Growth Hacking combina marketing e engenharia. A estratégia foi desenvolvido por startups do Vale do Silício, com foco em crescimento em 2010. “A startup tem que lidar com pouco dinheiro e ambientes de maior complexidade. Somente quando você está em cenário de adversidade consegue novas e melhores soluções”, afirma.

Para a palestrante, o desafio das empresas é crescer para conseguir budget e não morrer para alcançar o sucesso.
A palavra “Hack” representa uma modificação no processo, que dá acesso a algo que você não tinha antes. São adaptações de acessibilidade. Portanto, o Growth Hacking é uma estratégia para encontrar atalhos no sistema de marketing de uma empresa para conseguir o crescimento. Mas, a especialista explica um erro comum entre as empresas: acreditar só uma estratégia funciona e apostar somente nela. “Por exemplo, Inbound Marketing é bom, mas não é só ele que vale, não pode ser xiita. O ideal não é fazer o que todo mundo faz, é fazer o que funciona, o que é adequado para determinado cenário”, explica.

Digital e eficiente

Martha afirmou aos membros das franquias de sucesso que a comunicação em massa aumentou a distância entre o marketing e o produto. Segundo a palestrante, depois da bolha da internet, as empresas, sem dinheiro, precisaram ser criativas para crescer e encontrar oportunidades. E foi nas plataformas digitais que essa oportunidade apareceu. A estratégia de Growth Hacking vai ao encontro da necessidade de eficiência da era digital. É preciso, antes de mais nada, compreender o processo para determinar quais ações podem otimizar os resultados. Para isso, são necessários:

  • Métricas
  • Dados
  • Experimentação
  • Meta
  • Estratégia

A consultora de marketing enfatiza que as empresas precisam ter um produto que as pessoas querem comprar, e não algo que a marca precisa forçar a venda. Além disso, é preciso ter custos baixíssimos e para isso a empresa precisa conhecer o que tem de recursos. Com o Growth Hacking  isso é possível. Martha ressaltou alguns critérios dessa estratégia:

  • Barato
  • Eficiente
  • Iterativo
  • Escalável
  • Data-driven
  • Prático

Evolução do Marketing

Às franquias de sucesso, Martha declarou que a estratégia, que surgiu para startups, vem sendo usada por grandes empresas. “Não é o anti-marketing, é a evolução do marketing, quando você foca no crescimento”. A palestrante cita alguns exemplos, como o McDonald’s. “O primeiro hack foi montar linha de produção para fazer hambúrgueres”, conta;  e a  Mary Kay, que criou o termo consultoras, em vez de vendedoras. “Quem vende está te empurrando algo, a consultora te ajuda a achar a melhor solução”, defende. As empresas que crescem mais rápido têm sucesso porque não estão focadas em vender.

Como fazer Growth Hacking?

As marcas que pretendem investir nessa estratégia devem focar em nos 3 “P’s”: Produto, Processo e Pessoa. “Se você não tem produto não faz nada, o processo serve para o produto chegar às pessoas”, esclarece. Nesta estratégia, é fundamental que as empresas foquem em pessoas que saibam fazer e sejam apaixonadas pelo que fazem. Entre as ações importantes, Martha cita o Product Fit (adequação de mercado). “Antes de aplicar qualquer técnica de tração para escalar o crescimento, é essencial ter certeza que o produto tem aceitação no mercado”, orienta. Uma boa forma para saber se o produto é relevante é parar de entregá-lo.

A palestrante ainda apontou fatores essenciais para o sucesso de Growth Hacking, como a cultura da empresa;
a necessidade de dados e resultados – e não o ‘achismo’ – ; ser ágil e contínuo (não dividido em blocos); ser inclusivo; e ser sustentável.

Aquisição x Retenção

Para explicar porque a retenção do cliente é tão importante quando a aquisição, Martha deu alguns exemplos às franquias de sucesso. Entre eles, o de uma plataforma que oferece um download. “Não adianta fazer download se a pessoa não permanece na plataforma. Não adianta atrair um cliente se ele vai embora depois de um mês. Você tem que conhecer muito bem o funil para entender quando você tem que dar sequência no processo e crescer”, completa.

“O growth hacker tem que ter visão holística do negócio e ver o funil de fio a pavio. Às vezes tem muito esforço no topo do funil, mas não tem no fundo. A gente só consegue gerenciar aquilo que a gente mede. Quem é growth hacker pensa em SEO, é oportunista”, finaliza.

Martha Gabriel palestra sobre Growth Hacking para franquias de sucesso
3.8 (76.67%) 6 votos
By |2018-04-23T11:53:23+00:00outubro 21st, 2016|Franquias de Sucesso, Notícias da Franquia|0 Comentários

Deixar Um Comentário

Martha Gabriel palestra sobre Growth Hacking para franquias de sucesso
3.8 (76.67%) 6 votos