(19) 3016-1270 | (19) 3894-2490 | 0800-8871155 (horário comercial)

Franquias home based: pesquisa revela perfil de clientes na Black Friday

Principal » Notícias sobre Franquias » Franquias home based: pesquisa revela perfil de clientes na Black Friday

Vendas pela internet para a data este ano devem movimentar R$ 2,2 bilhões

As franquias home based Guia-se Negócios pela Internet já podem orientar seus clientes sobre técnicas e estratégias de vendas na Black Friday 2017. Em busca de resultados positivos, os membros da microfranquia contam com auxílio de dados de uma pesquisa divulgada pelo Google. Nela, é possível saber previsão de faturamento nas vendas on-line e perfil dos compradores. Também é possível identificar quais os assuntos mais pesquisados, bem como produtos mais cobiçados. A pesquisa foi realizada em julho e ouviu 800 brasileiros e-shoppers (classes A, B e C), de 18 a 54 anos, de todo o Brasil. Prevista para 24 de novembro, a Black Friday destaca-se por oferecer produtos com descontos além dos convencionais. O “evento” começou nos Estados Unidos e já é uma realidade também no Brasil!

Os números comprovam que as vendas no varejo on-line crescem acentuadamente a cada ano. Para 2017, a previsão é que os negócios pela internet na Black Friday movimentem R$ 2,2 bilhões. A quantia corresponde a um aumento entre 15% a 20%, comparado ao ano passado. O valor previsto corresponde a 4% do e-commerce do ano em apenas um dia de vendas. Em 2016, as compras pela internet atingiram R$ 1,9 bilhão. A previsão de crescimento também foi constatada no número de pessoas que garantem que vão gastar no Black Friday, que chega a 68%. Apenas 2% disseram que não pretendem gastar. No ano passado, 61% das pessoas consumiram algo na data.

Franquias home based conhecem perfil do cliente

Quem compra na Black Friday? Identificar o perfil do cliente é essencial para as franquias home based Guia-se e seus respectivos clientes. A pesquisa realizada pelo Google revelou cinco perfis de consumidores e seus engajamentos com a data. Os “descrentes” correspondem a 16% dos compradores e desconfiam dos descontos concedidos. Por isso necessitam que o preço seja confirmado. Com média de gastos na Black Friday de R$ 422,25, suas preferências são os materiais esportivos, que são procurados via TV, redes sociais, sites, além de jornais e revistas.

Os “inseguros” são 22% dos consumidores e ficam em dúvida diante de atrasos, qualidade dos produtos e os mesmos serão violados. Na maioria das vezes optam por artigos de moda/acessórios, móveis e itens esportivos. Ficam por dentro dos produtos por e-mail, amigos e pelo Youtube, e costuma gastar em média R$ 438,05.

Existem ainda os “participativos”, que são 22% dos compradores. São pessoas que costumam compartilhar os descontos e as experiências na Black Friday. Gastam em média R$ 600, em moda/acessórios e itens esportivos, e descobrem os produtos em sites de busca e das marcas.

Há também os “empolgados”, que correspondem a 22% dos clientes. São compradores confiantes e com experiências positivas na data. Costumam fazer bons negócios, com investimento de R$ 444, e optam também por moda/acessórios e artigos esportivos, e os encontram em sites de buscas e marcas.

Por último, há os “apaixonados” pela data, que correspondem a 18% dos consumidores. São clientes aficionados pela “evento” e que se divertem muito nas compras. Utilizam sites de varejo, e-mail e Youtube para localizar seus produtos eletrônicos, moda/acessórios e de beleza. Costumam gastar, em média, R$ 524.

Confiança e produtos mais comprados no Black Friday

A pesquisa revela ainda que “confiança” é a palavra-chave dos consumidores na hora de fechar uma compra pela internet na Back Friday: 27% consideram a confiança na loja fundamental e outras 13% dizem considerar a confiança na marca. Mas o fator determinante é o valor do produto, que corresponde a 49% na tomada de decisão do consumidor. Logo abaixo vem outros fatores como frete (5%), pagamento parcelado (3%) e tempo de entrega (2%). No “Reclame Aqui” das lojas virtuais, as pesquisas sobre reputação cresceram 26% em 2016, enquanto que as reclamações caíram 33%.

O movimento da Black Friday é em média 15 vezes maior que um dia normal no e-commerce brasileiro. Os produtos que devem ser mais adquiridos pelos consumidos este ano são: celulares e smartphones, além de roupas femininas (ambas com 39% das intenções); seguidas por passagens aéreas e reservas em hotéis, com 36%. As compras costumam ser realizadas ainda nos mesmo locais. Dos consumidores, 32% disseram que todas as compras foram feitas nas mesmas lojas, enquanto que 34% informaram que foram em quase todas.

Pesquisa e buscas começam bem antes da data

Apesar da Black Friday estar prevista apenas para novembro, as ações de vendas já podem ser definidas entre os franqueados das franquias home based e seus clientes. Segundo a pesquisa do Google, os consumidores costumam procurar pelos produtos bem antes da data do “evento”. Só neste ano, entre janeiro e julho, as buscas cresceram 46% quando comparado com o mesmo período de 2016. Esse aumento já havia sido registrado no ano passado, quando 91% dos compradores fizeram pesquisas on-line durante tempo médio de 16,5 dias. As categorias games e lazer (19,5 dias), eletrônicos (17,6) e artigos esportivos (16,8) foram as mais pesquisadas.

Na hora de realmente comprar o produto a pesquisa do Google revela que essa decisão não acontece somente no dia da Black Friday. Cerca de 21% das compras ocorreram fora da data e com valor médio da compra maior. Dos consumidores, 16% consumiram algum produto entre segunda e quinta-feira da semana do evento e gastaram em média R$ 1.498,14. Outros 79% preferiram ir às compras na sexta-feira da Black Friday e o gasto médio foi R$ 1.139,12. Para finalizar, 5% optaram por compras pós-evento, no sábado, domingo e segunda-feira. O valor médio do tíquete foi R$ 1.471,15.

O CEO das franquias home based Guia-se Negócios pela Internet, José Rubens Oliva Junior, reconhece que a data é a mais importante para os negócios on-line e que todos devem estar preparadas. “Nos preocupamos muito em oferecer treinamento aos nossos franqueados, para que possam ter sucesso junto a seus clientes”, diz. “Prova disso é que o assunto foi intensamente debatido em dois eventos da nossa franquia. Na Semana Técnica e no encontro on-line sobre técnicas e estratégias de vendas pelo treinamento do Google AdWords para o Dia do Cliente.”

 

Franquias home based: pesquisa revela perfil de clientes na Black Friday
4.7 (93.33%) 3 votos

Leave A Comment