Microfranquias






Assista agora a apresentação da microfranquia de Marketing Digital Guia-se!


Quer saber mais sobre a franquia digital Guia-se? Inscreva-se aqui!

 MICROFRANQUIA: O QUE VOCÊ PRECISA SABER?

Saiba mais sobre o sistema de franquia, franchise, franchising e microfranquias de sucesso

O que é franquia?

Franquia, franchising ou franchise é uma estratégia utilizada por empresas de diversos ramos com o propósito de expandir os negócios através de um sistema de venda de licença, na qual o franqueador, ou seja, o dono da rede, cede ao franqueado o direito de uso da sua marca, patente, infraestrutura, know-how e direito de distribuição exclusiva ou semi- exclusiva de produtos ou serviços, mediante remuneração direta ou indireta (royalties).

Em alguns casos, o franqueador também pode ceder ao franqueado o direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistemas desenvolvidos ou detidos pelo franqueador. No franchising, não fica o caracterizado vínculo empregatício, a essência está na parceria. Atribui-se a isso, o sucesso do sistema em diversos ramos de atividade.

As franquias oferecem ao franqueado vantagens, mas também apresentam certos riscos, por isso é importante que compreender a relação franqueado e franqueador é dever das partes para uma parceria de longo prazo.


Como surgiram as microfranquias?

As franquias surgiram quando empresas privadas começaram a conceder exclusividade de vendas em determinada região para seus distribuidores. Acredita-se que a fabricante de maquinas de costura Singer foi a primeira a fechar um contrato no modelo de franquia ou microfranquia de sucesso, o que permitiu a expansão da venda dos seus produtos em grande parte do território dos Estados Unidos.

Outros fabricantes de ramos diversos seguiram o mesmo modelo e, em meados da década de 1930, as companhias de petróleo começaram a franquear postos de gasolina. A indústria de refrigerantes também passou a investir no modelo de franquias neste período, assim como redes formadas por empresários independentes, como redes de farmácias e lojas de utilidades. Algumas redes americanas surgidas nesta época chegaram em 1960 com mais de duas mil unidades.

No Brasil, escolas de inglês, como Yazigy e CCAA, foram os grandes responsáveis pela introdução do sistema de franquia no início dos anos 60. Desde então, o sistema de microfranquias 2018 evoluiu bastante, principalmente com a fundação da Associação Brasileira de Franchising (ABF) em meados dos anos 80 e com a entrada em vigor da Lei da Franquia n°. 8.955/04, em 15 de dezembro de 1994. Com o passar dos anos as franquias foram subdivididas em gerações.

As de Primeira Geração, também conhecidas como “franquias de marca”, tinham apenas a licença para usarem a marca e comercializar produtos ou serviços. Nesta época, pouco se falava de suporte operacional e mercadológico por parte das franqueadoras. Já na Segunda Geração, as franquias tinham um pouco de suporte para a operação do negócio.

Nessa fase, as franqueadoras perceberam que dando mais apoio às unidades, as franquias tinham maiores oportunidades competitivas. Na Terceira Geração – ou Geração Superior – as microfranquias de sucesso obtiveram a licença para comercializarem produtos ou serviços em um determinado limite territorial, além de um sistema de gestão e suporte operacional intenso para que os franqueados permaneçam dentro de padrões pré-definidos.

Foi nesta época, na década de 1950, que Ray Kroc revolucionou os negócios nos EUA criando o sistema de franquia empresarial criando o Mc Donalds. No Brasil, o franchising explodiu nos anos 80, mas só após a Lei da Franquia o sistema tornou-se mais consistente tantos para franqueados quanto para as franqueadoras.

Veja mais em:

Franquia de Marketing Digital
Franquias de Sucesso
Franquias Baratas
Franchising
Franquia Home Based
Franquias Online e Virtuais
Serviços de Marketing Digital da Franquia Guia-se

Quer saber mais sobre a franquia digital Guia-se? Inscreva-se aqui!

 


Quais as vantagens de ter uma microfranquia?

De acordo com o (Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Micro Empresas), o sistema de franquias vem apresentando números muitos positivos, o que tem atraído cada vez mais interessados. O crescimento do setor é superior ao crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do País e o faturamento do mesmo saltou de R$ 29 bilhões em 2003 para R$ 139.593.000 em 2015.

Atualmente, são mais de 3 mil redes franqueadoras no Brasil. A grande vantagem para os franqueadores é que com o modelo é possível expandir o negócio com um investimento muito menor do que se estivesse expandindo através de unidades próprias, além de conseguir outras fontes de receita como taxa de franquia e royalties. Já para o franqueado, as principais vantagens são a diminuição do risco e do tempo de retorno do investimento. Isso porque o empreendedor iniciará os negócios a partir de uma modelo testado, em que muitos erros já foram corrigidos.

Além disso, a marca já está consolidada e tem prestígio, isso sem contar os métodos profissionais de gestão, economia em larga escala, orientações permanentes por meio de treinamentos e cursos, e foco nos resultados. Interessados em abrir uma microfranquia de sucesso devem analisar se realmente tem perfil para franqueado e qual área seria a mais adequada. Depois, é preciso buscar empresas que se encaixam no perfil do interessado.

Para começar a análise, é importante solicitar a Circular de Oferta de Franquia (COF) e o Plano de Negócios. Se a pessoa não souber como analisar estes documentos, é interessante procurar um especialista, como os consultores do Sebrae, por exemplo.


Quais as responsabilidades do franqueador e franqueado?

O franqueador deve possuir um negócio com rentabilidade comprovada através de unidades próprias e compatível com a operação franqueada. Também é competência do franqueador inovar sempre para manter a competitividades de seus produtos e serviços no mercado, através do desenvolvimento de novas tecnologias e metodologias.

O franqueado deve realizar pesquisas constantes para analisar mudanças e tendências de mercado. Espera-se também que o franqueador transfira o know-how adquirido aos franqueados, estruture as operações nas unidades e monitore os padrões de qualidade dos produtos vendidos ou serviços prestados pelos franqueados.

Já o franqueado é o responsável pelos resultados da sua unidade e por assegurar a gestão do negócio, por exemplo, realizar o contrato de colaboradores e a relação com parceiros. O franqueado também deve remunerar o franqueador através do pagamento dos royalties e seguir todas as regras do sistema.

Também se espera que o franqueado contribua para o aperfeiçoamento do sistema fornecendo feedback ao franqueador com frequência.


O que é uma microfranquia?

Microfranquias de sucesso são negócios replicados por meio do modelo de franchising, que exigem um investimento inicial inferior ao das franquias tradicionais. Ou seja, são franquias de menor porte, mas que respeitam as exigências da Lei de Franquias como qualquer outra rede franqueadora.

A Associação Brasileira de Franchising adota o valor de três vezes o PIB anual médio por habitante do país, como valor máximo de investimento para classificar um negócio como microfranquia. Atualmente, o valor é de R$ 80 mil, de acordo com dados do ano de 2014. Mesmo sendo uma franquia de menor porte é possível que uma microfranquia  de sucesso obtenha faturamento semelhante ao de uma franquia tradicional. Entre as vantagens de investir em uma microfranquia estão: abrir um negócio que já foi testado e provado que é lucrativo; receber treinamento, suporte e apoio na divulgação da marca e dos produtos e serviços; e investir um valor mais baixo do que o exigido por franquias tradicionais.

Agora que você já sabe como funcionam as franquias e o que é uma microfranquia, conheça a Guia-se Negócios pela Internet.


ABF e Sebrae elaboraram cartilha sobre microfranquia

Pensa em ter um negócio próprio e quer saber melhor o que é uma microfranquia de sucesso e como funciona?

Antes de empreender, a sugestão da Guia-se Negócios pela Internet é que você pesquise. Uma dica importante é consultar o Guia se Orientação – Microfranquias 2018 elaborado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). No material você descobre o que é, como avaliar oportunidades, dicas práticas e principais cuidados ao adquirir uma unidade de negócio.

As microfranquias de sucesso podem aumentar a chance de sucesso dos microempreendedores, já que são negócios previamente estruturados e testados. O investimento inicial é menor do que nas franquias (que até R$ 80 mil) e o investidor tem acesso à orientações e informações da franqueadora para gerir melhor sua unidade. Muitos modelos dispensam a exigência de uma unidade física (como é o caso da Guia-se), o que reduz os custos de operação.

No Guia de Orientação é possível entender o que são, as vantagens de uma microfranquia de sucesso, além dos cuidados necessários e o passo a passo para tirar o negócio do papel. O manual aborda ainda “Quem é quem no Franchising”, explicando o papel da franqueadora, do microfranqueado, do cliente final, da ABF, etc. Dá ainda dicas práticas de avaliação financeira da microfranquia de sucesso, com exemplo de planilha, orientações sobre financiamentos, Lei de Franquias, entre outros.

Franqueados da Guia-se Negócios pela Internet também podem acessar o conteúdo gratuito e saber mais sobre como gerenciar sua microfranquia de sucesso.

Faça o download da cartilha de Microfranquias baratas e lucrativas

microfranquia

Veja mais em:

Franquia de Marketing Digital
Franquias de Sucesso
Franquias Baratas
Franchising
Franquia Home Based
Franquias Online e Virtuais
Serviços de Marketing Digital da Franquia Guia-se

Quer saber mais sobre a franquia digital Guia-se? Inscreva-se aqui!

 


Como ter uma microfranquia de sucesso?

microfranquia de sucesso

Nos últimos 5 anos, um dos segmentos do franchising que mais tem crescido é o de microfranquias baratas e lucrativas, mas quais são as principais características dessas microfranquias de sucesso?

1 – Investimento total inferior a R$ 80.000,00
O fator de classificação de microfranquias da ABF – Associação Brasileira de Franchising – é o valor de investimento total até R$ 80 mil e isso, de certa maneira, pode gerar uma impressão errônea de que esse modelo de negócios é de micro faturamento ou que está fadado a ser pequeno. Isso não é verdade, pois existem microfranquias de sucesso que faturam mais de R$ 500 mil por mês em prestação de serviços, o que pode ser considerado um excelente negócio.

2 – Muitas trabalham no formato home based ou home office
Muito se busca qualidade de vida no trabalho e o sonho de muitos empreendedores está em encontrar um negócio que possa ser realizado a partir de casa. A maioria das empresas que expandem através do segmento de microfranquias baratas e lucrativas aproveitam uma pequena estrutura para a suas unidades, que muitas vezes está na residência do franqueado, pois além de aproveitar todo o potencial do franqueado os custos iniciais do negócio são menores devido a não necessidade de locação de um ponto comercial.

3 – São predominantemente de prestação de serviços locais
Não é uma regra, mas muitas das franqueadoras desse segmento são prestadoras de serviços que optam por expandir com parceiros franqueados por ser mais vantajoso do que abrir unidades próprias e o principal fator disso é que os franqueados encaram os seus empreendimentos de uma maneira completamente diferente de um colaborador. Isso não quer dizer que uma estratégia de expansão com colaboradores não dá certo, porém, os franqueados são e se sentem muito mais responsáveis pela prestação de serviços e por isso o índice de satisfação dos clientes tende a ser muito maior. Existem também várias empresas do comércio varejista que também optaram por expandir através de uma microfranquia de sucesso.


Como escolher sua microfranquia?

microfranquia

Adquirir uma microfranquia pode ser algo trabalhoso para quem quer empreender. É preciso decidir quais marcas são confiáveis, o ramo de atuação com o qual o empreendedor se identifica e a confiabilidade da marca. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), inicialmente é necessário entender o papel da franqueadora, do franqueado, dos clientes e da Associação Brasileira de Franchising.

Além disso, explica que as microfranquias de sucesso são negócios replicados por meio do modelo de franchising e que exigem um investimento inicial inferior ao das franquias tradicionais. Em 2014, o investimento de um empreendedor em uma microfranquia é de menos de R$ 80 mil. Verifique alguns dos suportes que podem ser dados pelas franqueadoras, segundo a ABF:

  • Apoio para a busca e seleção de pontos comerciais (para os negócios que exigem um ponto comercial para sua operação);
  • Capacitação sobre produtos e serviços da microfranquia e processos da operação do negócio;
  • Software e outras ferramentas de apoio para operação e gestão do negócio;
  • Consultoria de campo (visitas periódicas à microfranquia para ajudá-la a avaliar o desempenho do negócio e orientá-la sobre como melhorar os seus resultados);
  • Apoio na divulgação da marca e dos produtos e serviços;
  • Desenvolvimento e atualização dos conhecimentos e técnicas de operação e gestão do negócio;
  • Negociação com fornecedores frequentes de produtos e serviços que sejam necessários para a operação das microfranquias baratas e lucrativas, buscando descontos nos preços e condições especiais de pagamentos;
  • Pesquisa, monitoramento e atualização de informações sobre o mercado de atuação das microfranquias de sucesso , que sejam importantes para o seu contínuo desenvolvimento e manutenção de suas vantagens competitivas.
  • Confira agora algumas dicas da Microfranquia Guia-se:

1 – Escolha o segmento com que se identifica;
2 – Analise a tendência do segmento;
3 – Selecione pelo menos três franqueadoras do segmento;
4 – Busque e compare as informações fornecidas e captadas por você;
5 – Decida-se sempre baseado em fatos e dados.


Desemprego? Tenha uma microfranquia home office em 2018

microfranquia home office

Microfranquia home office é opção para quem perdeu o emprego por conta da crise  e está em busca de um negócio próprio

A taxa de desemprego no Brasil chegou a 8,7%, no trimestre encerrado em agosto, e economistas e estudiosos acreditam que, no primeiro trimestre de 2016, os efeitos da crise econômica agravem ainda mais essa situação e empurrem a taxa desemprego para os 10%. Para quem perdeu recentemente o posto de trabalho, abrir o próprio negócio com o valor acumulado da rescisão e indenização é uma boa opção. A microfranquia home office de sucesso é uma opção bastante interessante porque podem ser mantidas em casa, sem gastos com imóvel e montagem do espaço físico.

Com a dificuldade para se recolocar no mercado, por conta dos cortes em empresas, o empreendedorismo acaba sendo muitas vezes a única solução para o desempregado, mas isso não precisa ser algo problemático. Ao investir em uma microfranquia em 2018, além de contar com a força da marca e todo o suporte necessário para a execução dos processos, muitas redes também oferecem treinamentos e incentivam o franqueado a desenvolver o perfil de empresário.  Já se for uma microfranquia home office, as vantagens são ainda maiores para o novo empreendedor. Com o negócio sendo tocado de casa sobra mais capital de giro para enfrentar os primeiro meses de operação que são os mais difíceis. Além disso, algumas áreas estão isoladas da desaceleração do país, como saúde, mão de obra, cuidadores, serviços automotivos e comunicação, que é o segmento em que a Guia-se Negócios pela Internet está inserido.

Guia-se: a microfranquia home office de marketing digital

A Guia-se é uma rede de marketing digital com mais de 120 unidades espalhadas pelo país  e três selos de excelência consecutivos concedidos pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). De acordo com o CEo da Guia-se, José Rubens Oliva Rodrigues, que também é diretor de microfranquias de sucesso da ABF, a missão da microfranquia é gerar felicidade através de negócios pela internet. “Nós queremos clientes felizes, mas também queremos franqueados felizes e satisfeitos, crescendo junto com a rede”, afirma Rodrigues. Por isso, a franquia digital oferece a possibilidade de que o franqueado abra uma unidade em casa, sem precisar de um espaço físico, e já foi até destaque em publicações sobre franquias baratas” O franqueado vai precisar sair de casa para prospectar clientes, fazer reuniões e parcerias, mas o trabalho efetivo pode ser feito em casa, basta um telefone e um computador”, conta Rodrigues. O modelo também é uma ótima opção para mulheres com filhos pequenos que preferem passar mais tempo em casa e até aposentados que querem aproveitar o conforto do lar, mas não querem deixar de trabalhar.

Veja mais em:

Franquia de Marketing Digital
Franquias de Sucesso
Franquias Baratas
Franchising
Franquia Home Based
Franquias Online e Virtuais
Serviços de Marketing Digital da Franquia Guia-se

Quer saber mais sobre a franquia digital Guia-se? Inscreva-se aqui!

 


Conheça mais sobre uma das melhores microfranquias do Brasil, a Guia-se:

Principal evento da franquia de marketing digital Guia-se acontece em outubro/2017, em Indaiatuba/SP

O segundo dia da Convenção Anual de Franqueados 2017 da franquia de marketing digital Guia-se Negócios pela Internet terá como foco vendas e empreendedorismo. Além das seis palestras com profissionais renomados, outro diferencial no dia 5 de outubro (quinta-feira) será a realização de uma mesa redonda. Membros da microfranquia de sucesso Guia-se poderão debater sobre os seis temas apresentados. A Convenção Anual 2017 acontece de 4 a 6 de outubro, em Indaiatuba/SP. Os franqueados interessados em participar do encontro devem fazer o credenciamento no primeiro dia de evento.

As atividades do segundo dia de Convenção serão iniciadas às 8 horas. A palestra com o tema “Como atuar em alta performance” será conduzida por Rafael Kayzel, instrutor de treinamentos e coach com certificação Master TCM pela Net Profit Brasil. Ele também é certificado em Personal & Profissional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC) e gestor-coach pela Corporate Coach U. Formado em Educação Física pela PUC-Campinas, atualmente Rafael é diretor de Serviços e Soluções da Net Profit. São dez anos desenvolvendo programas para lideranças corporativas e equipes com expertise em alta performance para executivos.

Após o primeiro encontro entre palestrante e franqueados, haverá a primeira pausa para o café da manhã. No retorno do intervalo, às 10h30, o especialista Alexandre Sita é quem se apresenta aos franqueados. Ele abordará o tema “Fechamento Power de Vendas”. Alexandre é especialista em franchising, formado em Administração de Empresas  e com MBA em Marketing pela University of Dallas. Sócio fundador da Pro Selling Consultoria, dedicou-se nas últimas décadas ao franchising como diretor nas áreas de Expansão, Marketing e Operações.

convencao-da-franquia-segundo-dia - Kleber

Palestra sobre tendências do mercado reabre Convenção da Franquia de Marketing Digital

Após o  almoço, os membros da microfranquia de Marketing Digital Guia-se retomam as atividades e acompanham a palestra sobre as tendências do mercado. “O mercado mudou – o novo profissional de vendas” será o tema explanado por Kleber Ramalho, a partir das 13h15. Ele traz para a Convenção toda a sua experiência como instrutor de treinamento e coach, certificado pela Net Profit Brasil. Formado em Marketing pela Iescamp, Ramalho é também gestor-coach com certificação pela Corporate Coach U. Ele atua ainda como consultor comercial e de marketing em pequenas e médias empresas. Atualmente é sócio-proprietário da Net Profit Franquia e RI Digital, além de membro da equipe BNI Prime.

convencao-da-franquia-segundo-dia - João Batista

Ainda com o viés sobre negócios, às 14h15 a segunda palestra traz para os franqueados as diretrizes e novidades sobre “Empreendedorismo”. O tema será exposto pelo parceiro João Batista.

convencao-da-franquia-segundo-dia - Flávio

Logo em seguida, a partir das 15h15, os membros da franquia Guia-se vão acompanhar o conteúdo sobre “Atendimento de novos negócios”. O tema será ministrado por Flávio Zeinum. Ele traz para Indaiatuba a experiência de 16 anos com atendimento ao cliente, tanto no varejo quanto em serviços. Atualmente é sócio-diretor de atendimento e novos negócios da Agência Pulso. No currículo, atendeu empresas como IG, CVC, Terra, Yamaha, Diesel, entre outras. Além de palestrante, é ainda colunista da Revista W e escreve também para a coluna E-commerce e Empreendedorismo em 2018.

Para finalizar o ciclos de palestras no segundo dia de Convenção, a especialista Márcia Novaes abordará o tema “Relacionamento no franchising”.

Mesa redonda encerra o 2º dia de Convenção da franquia de sucesso

O segundo dia de Convenção da microfranquia de Marketing Digital Guia-se será encerrado com uma mesa redonda. Na ocasião, os franqueados terão a oportunidade de debater sobre os temas expostos. “É fundamental que os membros da Guia-se tenham este contato mais próximo, para que haja a troca de experiências vividas diariamente em suas unidades”, salienta o CEO da Guia-se Negócios pela Internet, José Rubens Oliva Rodrigues. “As palestras neste segundo dia serão ainda mais primordiais para os franqueados. Alguns ainda encontram dificuldades na hora de vender e esta será uma excelente oportunidade de aprender um pouco mais com profissionais renomados.”


CEO viaja para EUA e dá início aos planos de expansão da microfranquia

microfranquia

Microfranquia fecha o primeiro projeto nos Estados Unidos e foca na estratégia de parcerias para levar a marca para o exterior

A Guia-se Negócios pela Internet deu início aos planos de expansão no exterior. O CEO da microfranquia barata e lucrativa, José Rubens Oliva Rodrigues, viajou para os Estados Unidos neste mês de janeiro e já fechou o primeiro negócio em parceria com uma agência norte-americana, que passará a enviar  projetos para franqueados no Brasil, principalmente os developers. A ideia é levar a Guia-se para os Estados Unidos, inicialmente, através de projetos para, futuramente, expandir a marca com unidades instaladas nos exterior.

“Eu acredito muito no Brasil, mas acredito também que nós temos que continuar buscando coisas novas sempre. O mercado nos Estados Unidos é muito maior do que o nosso, são mais de 330 milhões de habitantes em uma economia que está crescendo”, afirma. Os planos de expansão da microfranquia começaram em 2014, mas, com dificuldades para encontrar caminhos para abertura de franquias nos Estados Unidos, Rodrigues conta que a opção foi buscar projetos para que os franqueados possam trabalhar com clientes norte-americanos. “Em 2015 passei 15 dias nos Estados Unidos, fui a uma feira de franchising em Nova York e comecei a formatar algumas parcerias que foram consolidadas nessa última viagem”, explica. Segundo o CEO, a primeira parceira é uma agência que já está começando a enviar projetos para a Guia-se.

“Já fechamos o primeiro projeto e acredito que vamos trazer muitos outros, o que beneficiará muito franqueados. Teremos uma estratégia de marketing para dar mais visibilidade a microfranquia de sucesso, mas o importante é que já fechamos o primeiro projeto”, comenta. “Todo caminho começa com o primeiro passo, não esperava fechar um projeto logo no primeiro semestre e vou me empenhar para conseguir muito projetos como esse.” De acordo com o CEO das franquias de sucesso,  a ideia é fechar de 50 a 100 projetos nos Estados Unidos e internacionalizar a marca, antes de começar de fato a expansão da microfranquia barata e lucrativa com a abertura de unidades no exterior.

“Temos muitos franqueados interessados e que até já se colocaram a disposição para atender essa nova demanda. Este primeiro projeto será realizado pelo franqueado Jean Minganti, da unidade Barueri, mas espero que muito franqueados aproveitem essa oportunidade”, diz. Rodrigues ainda lembra a importância dos Projeto Partners e incentiva que cada franqueado tenha pelo menos três parceiros. “O que fui buscar nos Estados Unidos foi exatamente isso, agências parceiras que tenham demanda e não tenham capacidade produtiva e que valor do dólar fica muito bom para desenvolvermos aqui”, fala.

“Aqui também existe essa demanda e podemos suprir no projeto Partners. Foque nessa estratégia e construa sua rede de relacionamentos.” Isso será ainda mais importante este ano.

Veja mais em:

Franquia de Marketing Digital
Franquias de Sucesso
Franquias Baratas
Franchising
Franquia Home Based
Franquias Online e Virtuais
Serviços de Marketing Digital da Franquia Guia-se

Quer saber mais? Inscreva-se aqui!


Microfranquias de sucesso Guia-se: embaixadores levam empreendedorismo pelo Brasil

Microfranquia 2016

 Embaixadores Guia-se pelo Brasil continuam representando a  microfranquia em eventos sobre marketing digital

O ano de 2015 foi um sucesso para a Guia-se Negócios pela Internet. O setor de marketing digital foi um dos poucos setores da economia brasileira que cresceu em relação a 2014, mesmo com a crise que atinge o País, o que colaborou para que a microfranquia de marketing digital alcançasse números nunca antes atingidos e fechasse o ano com mais de 120 unidades espalhadas por todo o Brasil.

Um dos projetos da franquia online que contribuiu para a disseminação da marca Guia-se por todo o País é o Embaixadores Guia-se pelo Brasil, que conta com personalidades de alta reputação no mercado digital para representar a Guia-se em palestras, workshops, feiras e outros eventos. De acordo com o coordenador de Business Intelligence da Guia-se, Ricardo Lucca, atualmente a franquia online conta com dois embaixadores: Alfredo Soares, CEO da Xtech Commerce, empresa parceira de negócios da Guia-se em soluções e ferramentas para lojas virtuais; e José Elias Jr., franqueado Guia-se à frente de duas unidades no Rio de Janeiro e palestrante do Sebrae-RJ.

“Eles são referências no mercado digital e não vendem a marca Guia-se, eles disseminam a boa experiência que já tiveram e ainda têm com a franquia”, explica Lucca. O objetivo do projeto é promover tanto a Guia-se quanto os embaixadores, afinal, a microfranquia 2018 é referência em marketing digital, com diversos cases de sucesso. “Queremos fortalecer a marca e propor ao pequeno, médio e grande empresário experiências grandiosas na internet”, esclarece.

Veja a postagem do franqueado José Elias Jr. quando foi convidado a se tornar embaixador da Guia-se, em setembro:
“Ontem foi um dia de muita emoção! Depois de 2 anos de identificação total com a @franquiaguiase fui convidado para ser Embaixador da marca pelo Brasil! @jrubens_oliva e @cacasouzapavao obrigado pelo apoio de sempre e por confiarem a mim missão tão importante! Continuarei levando a Guia-se do Oiapoque ao Chuí, como tenho feito em minhas palestras, treinamentos e oficinas, mas agora ainda mais orgulhoso! Que venham os próximos desafios!”

Microfranquia 2016

Microfranquia e Embaixadores Guia-se pelo Brasil A ideia da Guia-se é que o projeto Embaixadores Guia-se pelo Brasil cresça ainda mais em 2016 e que a marca consiga ser disseminada pelos quatro cantos do País. “Nós queremos que este projeto traga confiança ao franqueados Guia-se e aqueles que pensam em se juntar à microfranquia adquirindo uma unidade.

Afinal, a Guia-se é a maior rede de marketing digital do Brasil e a única a receber três Selos de Excelência da Associação Brasileira de Franchising“, completa Lucca.

Conheça melhor os Embaixadores da microfranquia barata e lucrativa Guia-se pelo Brasil:

Microfranquia 2016

José Elias Jr. – Franqueado Guia-se desde 2013, também é professor Executivo de TI da FGV, consultor e palestrante do Sebrae e da Câmara-e.Net. Elias Jr. é graduado em TI pela Universidade Estácio de Sá e tem MBA em Gerenciamento de Projetos. Saiba por que José Elias Jr., proprietário das unidades Guia-se Centro e Botafogo, no Rio de Janeiro, optou por uma unidade física. Assista ao vídeo sobre a oportunidade de negócios.

Microfranquia 2016

Alfredo Soares – Sócio-fundador da Xtech Commerce, iniciou sua carreia como empreendedor em 2005 quando, ainda recém-formado em publicidade e propaganda, fundou a agência de comunicação e eventos Conceitual360. Em seguida, fundou o Marketing Shop, um portal com solução de marketing para micro e pequenas empresas.

Em 2014, com o crescimento do comércio eletrônico e conhecendo a dificuldade dos lojistas para administrar e promover suas lojas, deu origem à Xtech Commerce. Assista ao vídeo com Alfredo Soares sobre as 500 lojas virtuais criadas pela Guia-se este ano.


Microfranquias 2018: conquiste a sua independência financeira

MICROFRANQUIA

A proximidade com o fim do ano desperta em muita gente o sonho de mudar de vida e ser dono do próprio negócio.

Microfranquia – confira porque investir em uma:

Você já pensou em investir em uma microfranquia? Se esta opção de investimento está entre as suas possíveis formas de empreender, traga-a para o topo da lista. Enquanto a economia brasileira segue em retração, o setor de franquias cresce consideravelmente e as  microfranquias despontam como alternativa à crise. A expectativa do setor para este ano é que o crescimento fique entre 14% e 15%.

Economistas e empresários do ramo acreditam que o ano que vem será ainda melhor, já que existe uma forte tendência ao empreendedorismo devido ao grande índice de demissões dos empregos tradicionais. Segundo a classificação da Associação Brasileira de Franchising (ABF), microfranquia é aquela cujo investimento inicial vai até R$ 80 mil. Em 2014, foram contabilizadas 433 redes com microfranquias em 2018 entre as 2.942 franqueadoras. A modalidade faz muito sucesso porque, além de exigir um investimento inicial menor, o empreendedor pode se beneficiar da experiência e da imagem de um rede já consolidada.

Além disso, a microfranquia, inicialmente e na maioria das vezes, não precisa ter um endereço físico – o que gera uma economia em relação ao aluguel e outros gastos relativos. Geralmente, o franqueado pode trabalhar em casa, sozinho, e só precisa de um computador, internet banda larga e telefone para realizar toda a atividade. É o caso dos franqueados Guia-se, uma excelente opção de microfranquia home based. Se comparada a uma franquia tradicional, a microfranquia de sucesso tem retorno mais rápido. Se o faturamento for bom e os custos baixos, é possível cobrir logo o valor investido. Porém, se o lucro não vem tão rapidamente quanto se espera, o empreendedor pode desistir do negócio, uma vez que o investimento foi baixo.

Por isso, o índice de mortalidade das microfranquias é maior que o das franquias tradicionais, chegando a 8,4% , enquanto o das franquias é de 3,7%.

Microfranquias de sucesso – veja dicas para ter sucesso:

1- Escolha uma área pela qual você se interesse.
2- Escolha uma marca com boa imagem e processo bem estabelecidos.
3- Entre em contato com outros franqueados.
4- Participe e aproveite ao máximo os treinamentos.
5- Aprimore suas competências financeiras, gerenciais e de vendas.
6- Saiba que você vai trabalhar muito.

Guia-se: ‘A Microfranquia de sucesso’

A Guia-se é frequentemente citada em matérias e listas  sobre microfranquias baratas e lucrativas em revistas e portais especializados. A confiança e o suporte prestado ao franqueado são um dos principais motivos para que a marca seja referência no ramo das microfranquias digitais de sucesso . Atualmente, já são mais de 100 unidades por todo o País.

Para o CEO da microfranquia, José Rubens Oliva Rodrigues, também diretor de Microfranquias 2018 da ABF, a Guia-se é a melhor opção para quem busca uma microfranquia segura e preparada para investir em 2016 . “O nosso franqueado tem todo o apoio necessário para crescer junto conosco. Esperamos expandir com qualidade e respeito aos empreendedores que escolheram a Guia-se para ‘A Microfranquia 2016’ ”, declara Rodrigues.

O investimento inicial para abrir uma microfranquia Guia- se é de R$ 25,9 mil e o prazo de retorno do investimento é de 6 a 24 meses. Seja um franqueado Guia-se. Conquiste a Microfranquia dos seus sonhos.


Mídia ratifica credibilidade da microfranquia barata e lucrativa Guia-se

Franquia na mídiaFranquia de Sucesso na Mídia

A Guia-se Negócios pela Internet tem sido frequentemente destaque na mídia nacional. As reportagens foram veiculadas em publicações conceituadas, como a EXAME.com, a Pequenas Empresas Grandes Negócios, o portal Uol, a revista Isto É Dinheiro, além de colunas e páginas especializadas em empreendedorismo e franchising, como o próprio site da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

A empresa, especializada em serviços de Marketing Digital, tem sido citada pela mídia em listas como: melhores franquias para se investir, microfranquias baratas, redes que mais avançam, negócios para abrir em casa e franquias de retorno rápido. Ema publicação da Revista Exame pela Internet, no link de Pequenos Negócios (PME), elenca a Guia-se como uma das “18 microfranquias de sucesso para quem pode investir até R$ 60 mil”.

A mesma mídia ressaltou que a “Franquia Guia-se pode ser aberta em casa com R$ 30 mil”. Toda essa publicidade espontânea ratifica o fato de que a Guia-se é uma rede de microfranquias baratas e lucrativas de confiança, em pleno crescimento e com inúmeras vantagens. Afinal, a mídia só se lembra e indica quem realiza um trabalho bom e sério.


Rede realiza o treinamento inaugural de microfranquias de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pernambuco

A Guia-se Negócios pela Internet inaugurou na semana passada sete novas microfranquias digitais, após realizar o treinamento inaugural com nove franqueados. Eles já haviam passado pelo treinamento inicial em janeiro deste ano. O encontro reuniu os responsáveis pelas novas unidades nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro, na sede da franquia digital, em Indaiatuba. A marca pretende inaugurar 50 microfranquias ao longo do ano de 2016 – em janeiro, cinco franquias online foram inauguradas em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais – e chegar ao marco de 120 unidades no Brasil. Com as inaugurações deste mês, já são 12 novas agências em apenas dois meses. Durante o encontro, os novos franqueados receberam informações pertinentes aos serviços e produtos oferecidos pela microfranquia, além de debaterem temas atuais do universo do franchising. Além disso, no treinamento inaugural, as microfranquias puderam planejar as ações e estabelecer metas mensais e anuais. Os franqueados aproveitaram a oportunidade para esclarecer dúvidas sobre o modelo de negócio, assim como sobre o cenário digital brasileiro, técnicas de abordagens e vendas mais eficazes para o período de crise econômica.

O CEO da Guia-se, José Rubens Oliva Rodrigues, que também é diretor de microfranquias da Associação Brasileira de Franchising (ABF), explica que o segmento de marketing digital cresce, ao contrário de outros setores da economia brasileira que estão encolhendo, mas isso não permite que as microfranquias virtuais se sintam em uma bolha isoladas da crise. “Sabemos que muitos empresários passam por dificuldades neste momento, por isso nossos franqueados devem se preocupar em apontar ideias e soluções inteligentes aos clientes, para que juntos possamos superar esta fase”, esclarece.

Para dar todo o suporte necessário aos clientes, as microfranquias de sucesso passam pelos treinamentos inicial e inaugural e também participam das Semanas Técnicas, que garantem mais conhecimento sobre os processos da franquia online. De acordo com a rede, é através da participação nas capacitações de qualidade que o franqueado obtém conhecimento para transmitir segurança aos empresários. Por isso, é prioridade da Guia-se oferecer aos franqueados a oportunidade de participar treinamentos, palestras, encontros e outros eventos, como a Convenção Anual de Franqueados e o Mega Partners. Para a Gerente Nacional de Operações, Carla Souza Pavão, a inauguração de mais sete unidades é motivo de comemoração para a Guia-se.

“Estamos confiantes que 2016 será um ano ótimo, tanto para a rede franqueadora, quanto para as microfranquias baratas e lucrativas. Buscamos pessoas que queiram crescer com a gente e temos certeza que este é o desejo dos novos franqueados”, observa. Participaram do treinamento inaugural: Bruno Cesar e Luiz Fernando Pinto, da unidade Unidade Pouso Alegre/MG; Jairo Gomes, da Unidade São Paulo – Vila Maria/SP; Paulo Santos, da Unidade Nova Friburgo/RJ; Rogério Calil,  da Unidade São Caetano do Sul/SP; Silo Pimentel, da Unidade Recife/PE; Victor Marra, da Unidade Uberlândia/MG; e Laura Pieruccetti  e Flávio Andrade, da Unidade Belo Horizonte – Pampulha/MG.

microfranquias (3)

microfranquias (4)

microfranquias (5)

microfranquias (6)

microfranquias (7)

microfranquias (1)

microfranquias (8)

Veja mais em:

Franquia de Marketing Digital
Franquias de Sucesso
Franquias Baratas
Franchising
Franquia Home Based
Franquias Online e Virtuais
Serviços de Marketing Digital da Franquia Guia-se

Quer saber mais sobre a franquia digital Guia-se? Inscreva-se aqui!

 

Abaixo, veja as nossas principais matérias sobre as microfranquias Guia-se:

Microfranquia digital Guia-se é destaque no portal Santander
Avalie esse post